Nossa Entrevista

Caetano: Reforma terá de ser mais forte se adiada

A Reforma da Previdência segue independente do destino político do País, avalia o secretário da pasta, Marcelo Caetano. O economista diz que não trabalha com a hipótese de o tema se perder em meio à crise política, pois acredita que é de extrema urgência para a economia brasileira. Mas, se demorar...

Leia mais

“Se não fizer nada, vai morrer”, diz Giambiagi sobre INSS

Fábio Giambiagi compara a situação da Previdência ao aumento de temperatura de um paciente que não toma remédio. “Se não fizer nada, vai morrer”. Especialista no tema, o economista do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) responde prontamente ao e-mail da Agência Nossa que...

Leia mais
Carregando