A proposta de reforma administrativa do governo federal, que ganhou impulso com a nova presidência na Câmara dos Deputados, impacta especialmente o Rio de Janeiro, tanto pela perspectiva das mudanças da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/20) quanto pela sedimentação de uma política de austeridade consolidada com o Regime de Recuperação Fiscal imposto pelo Governo Federal.

Entre as mudanças que deverão afetar o serviço público no estado fluminense, a Agência Nossa apurou os impactos regionais da alteração do artigo 84 e 37 da Constituição, que ampliam o poder do chefe do executivo para desenhar a administração pública, com a possibilidade de extinguir, por exemplo, órgãos, entidades e cargos técnicos.

Assine ou faça login para continuar lendo a matéria em
https://www.agencianossa.com/login-assinantes/